Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘poiesis’ Category

a noite é uma criança
.aqui dentro.
e lá fora muitos gatos correm e cantam,
perseguindo o que?
um salto ao silêncio do outro lado do muro?

 

mais além tem a dança o teatro o grito a melodia

me perseguindo no escuro gritante da cena

com canhões de luz

movendo-se lentos no infinito

como se fosse dia

 

me lembro de ser eu.
e já me sou mais outra
que vou sendo
a cada dia
e outra, de novo.
tudo novo de novo.
e de novo:
não me cabo em mim.

a vida parece pouca
oca
louca
demais
pra viver tudo que sou.

assusta?

resta viver
cada ser
que explode dentro de mim.
agora.
assim.

mesmo que no silêncio solitário da casa
corpocasa

eu sozinha:
uma enchente
cheia de gente.

Read Full Post »

sem fim

tem uma poesia sem fim correndo dentro de mim
e também do lado
tem verso virado

em cada nota
em cada póro
pororoca

 

 

 

Read Full Post »

penso fazendo. dançando. falando. escrevendo. por isso escrevo…
experimentar é verbo. criar se faz fazendo. coisa que se faz pensando. testando. olhando. ouvindo. vendo.
ando sendo.

Read Full Post »

escuta

feriado em são paulo:
os sons estão à passeio.

e pegam carona
no vento lento.

e tocam a pele
num canto quente.

Read Full Post »

sou habitada pelo desconhecido.
ando recheada.
tem mais gente em mim.

Read Full Post »

vida nova

lua crescente

no baixo ventre

Read Full Post »

antes que seja nunca
recomeço no súbito susto do tempo
tudo pulsa e cala
imagem: dança paralisada do silêncio

Read Full Post »

Older Posts »